Segundo intercâmbio- o que é uma host family??

O que é uma host family?? Host family é a família que vai te ajudar e te hospedar no país estrangeiro. No caso do programa GRSP do Rotary, você mora na universidade mas ainda assim tem as host families.Os alunos normalmente possuem mais de uma host family e isso acontece porque os clubes dividem as despesas da sua bolsa de estudos, e consequentemente te dividem também!!

Isso não quer dizer que seja ruim, na verdade eu considero muito bom pelo fato de te proporcionar a oportunidade de conhecer mais pessoas, praticar mais sua língua e obviamente divulgar mais o seu país!!! As host families vão te tratar realmente como um membro da família….Se tem programa familiar, você vai junto….Se você quer água, pega na geladeira…precisa lavar roupa???Por que não trazer sua trouxinha pra casa deles?!?!? Óbvio que você sempre tem que respeitar os horários da família quando está com eles….Se a família almoça sem ninguém mexer no celular durante o almoço, você vai respeitar isso e deixar seu celular bem longe da mesa….

 

É pras host families que você vai fazer aquelas perguntar em que as pessoas te excomungariam caso fossem feitas em público, perguntas do tipo: Por que voces acham importante ter armas em casa? Qual sua opinião sobre o aborto (porque aqui é legalizado)?? E eles vão te responder e explicar numa boa….porque estão preparados pra isso….sabem que você vem de uma cultura e país diferentes, onde as regras também são diferentes….

 

Eles vão assinar a papelada da universidade, vão te levar no primeiro dia de aula, nas orientações, vão te ajudar a resolver seus pepinos e se bobear até dar uma corrigidinha naquele texto que você fez e que parece meio capenga!!!! Suas host families também te levarão para passear e te mostrarão o melhor da cultura deles. Aproveite isso!!!Aproveite o momento com suas host families!!!Você pode usar internet e falar com os amigos outra hora, ou quando eles estiverem dormindo(é o que eu faço!!)….Eles vão te ensinar muito mais que qualquer universidade por aí!!!!Eles te apresentarão com orgulho para os amigos….Eles sentem orgulho de poder estar com você e você também deve sentir o mesmo, afinal eles estão te cedendo a casa, a comida e te fazendo se sentir o mais confortável e “em casa” possível!!!!

 

Essa colagem acima é da minha primeira família do Douglas County Rotary Club.Quando minha família veio me visitar eles abriram a porta da casa para hospedar eles, chegaram até a emprestar o carro pra gente ir para a cidade! Eles que vieram me visitar um mês atrás aqui!

Minha segunda família do Carrollton Dawnbreakers Rotary Club, eles viveram boa parte da vida deles no Texas. Foi com eles que passei meu aniversário ( e eles deixaram eu trazer meus amigos pra casa deles!), eles me levaram pra Austin, Texas. E foi com ela e o filho que eu fui no show do Luke Bryan!!!!!!

E essa é a minha terceira família do Bremen Rotary Club, ela foi me recepcionar no aeroporto. Ela era nossa principal carona para os eventos do Rotary em outras cidades uma vez que ela tinha um cargo importante.

Eu não tenho o que reclamar das minhas famílias…elas me trataram MUITO bem, eu fiz questão de ir nas reuniões do Rotary e de conhecer mais os rotarianos…e nos fins de semana você sempre tem algo pra fazer com uma de suas famílias!Espero que vocês tenham entendido o quão importante é esta troca!!

Meu segundo intercâmbio!

Depois do meu primeiro intercâmbio eu peguei gosto pela coisa ÓBVIO! Aprender coisas novas e visitar lugares diferentes é o que eu mais gosto nessa vida! Então quando voltei pro Brasil comecei a pensar em outras formas de fazer isso. Na minha época não tinha o Ciência Sem Fronteiras que ajuda muito os estudantes agora! Como eu descobri a bolsa de estudos do Rotary foi pura sorte! Sentada na recepção do escritório do meu pai esperando ele sair de uma reunião pra eu falar com ele, eu abro o jornal e pá tá lá o anúncio! Rotary convocando estudantes para a seleção para o programa. PORÉM a data tinha passado! Eu estava a menos de 10 minutos do Rotary, peguei o carro e fui direto lá! Na mesma hora!!!!E o que eu descobri?! Que eles fariam uma nova chamada porque as datas do jornal e do site não tinham batido! Você acredita nisso?!?! É destino ou não é? Já pedi tudo que eu precisava trazer pra seleção e era só o meu currículo mesmo.

No dia da seleção só eu apareci!O primeiro passo quando eles abriram as inscrições, foi preencher todos os formulários online, montar um currículo bacana (Lembre-se que o fato de você ter participado de serviços voluntários conta bastante para o Rotary)  e ir para a entrevista. Na entrevista me perguntaram sobre o meu currículo, o por que de querer participar do programa e testaram meu inglês. Lembre-se: Se você não gosta de conhecer pessoas novas e de interagir, NÃO PARTICIPE! Se você tem preconceitos, NÃO PARTICIPE!Vai ser melhor pra você…. O programa de bolsas de estudo que eu participei é chamado de GRSP (Georgia Rotary Student Program) eles abrem inscrições normalmente no meio do ano e tudo que você precisa é saber inglês o suficiente pra se comunicar e conseguir notas boas nos testes SAT e TOEFL.

Quando fui aprovada pelo Rotary Club local, o segundo passo era fazer os testes de inglês (porque eu ainda não tinha feito) .Vai se preparando que se você é de cidade pequena vai ter que voar pra uma capital! Os testes são o SAT(equivalente ao nosso vestibular só que bem mais fácil, com questões de matemática(em inglês) e inglês(gramática, compreensão de texto etc)) e o TOEFL, que mede sua habilidade em inglês em uma prova que consiste em 4 etapas, reading, writing, speaking and listening, (leitura, escrita, fala e escuta) nos dois testes você tem que atingir a nota mínima exigida pelo Rotary que não é muito alta.

Depois que enviei todos os documentos para o Rotary nos EUA você fica no momento de tensão esperando a resposta deles, se te aceitaram ou não….Quando finalmente você recebe a cartinha por e-mail  \o/ yeaaah felicidade ABSURDA!!!! E o trabalho tá só começando! AGORA ia começar a parte tensa!!!Burocracia, e papelada que você vai ter que correr atrás meu amigo, mas quer saber….hoje olho pra trás e vejo que o stress valeu muito a pena!!!!Os papéis são cartas de recomendação da escola/universidade, formulários de imunização(todas as vacinas que você tomou na sua vida toda), seguro saúde (porque o programa de bolsa não cobre isso) comprovantes financeiros etc….

 

Depois de enviar tudo isso, era hora de começar a mexer com o visto! Mais papelada, burocracia, tensão. Mas fica tranquilo que com os documentos que a universidade americana te mandar é tranquilo para tirar o visto. Depois de tudo isso minha gente, é só alegria!!!!É hora de agendar a passagem, arrumar a mala, despedir da família com direito a chororô no aeroporto(como eu tive!!) e se preparar pra ter o melhor ano da sua vida!!!Porque eu garanto que vai ser um dos melhores!!!!!

Resumindo:

O que a bolsa do Rotary cobre por 1 ano??

-Hospedagem

-Alimentaçao

-Educação

-Auxílio financeiro para livros

O que você tem que providenciar

-Vôo

-Despesas com visto

-Seguro saúde

Aqui vão os sites se quiser maiores informações:

Universidade Estadual de Maringá –  http://www.uem.br/

University of West Georgia- http://www.westga.edu/

GRSP Program- http://grsp.org/

Esse intercâmbio só serve pro estado da Georgia! É um programa exclusivo dos clubes de lá. Eles levam MUITO a sério porque eles arrecadam o ano todo dinheiro para poder trazer os alunos intercambistas portanto é importante que você prestigie o clube, vá aos eventos do Rotary, seja agradável e sociável com eles que vão te receber tão bem! E pra quem não sabe o inglês da Georgia é o inglês bem puxado! A primeira vez que eles falaram comigo no aeroporto eu pensei ” nosssinhora não vou conseguir entender nada aqui!” mas o fato é que você acaba acostumando e no fim entende tudo mesmo com o sotaque forte deles!

A quantidade de famílias que você vai ter depende dos clubes. Se o clube tem mais grana ele paga tudo sozinho pra trazer você e assim você fica com uma família só do clube que se voluntaria pra te hospedar nos fins de semana, te receber para eventos e datas importantes, e realmente ser sua família lá. As pessoas com quem você vai poder contar lá!

No meu caso foram três clubes que se juntaram para me trazer. Dessa forma eu tinha três famílias pra fazerem isso por mim. O que eu achei MUITO bacana! Cada família tinha um estilo de vida diferente!!  Eles também foram me receber no aeroporto com cartaz e tudo!

photo

Aqui os representantes de duas das minhas famílias! (Minha terceira família não pode ir no aeroporto!) A Lynn e o Glenn ! Gente ficamos tão próximos que o Glen e a esposa dele, a Lynda, hospedaram minha família quando eles vieram me visitar na Georgia! E uns dois meses atrás ele e a esposa vieram pra Washington e fizemos questão de nos encontrar e recebemos eles em casa para um jantar! Além dos emails que trocamos e tudo o mais!!!!

No dia seguinte a minha chegada a Lynn organizou uma festa de recepção na casa dela, onde ela convidou outros alunos intercambistas do Rotary que iriam frequentar a mesma universidade que eu. Foi lá que eu conheci (da esq pra dir) o Nuzair, a Annie (que depois iríamos dividir quarto juntas) e o Richard.

07

 

Alguns dias depois dessa festa fizemos minha mudança para o dormitório da univerdade onde eu comecei compartilhando o quarto com uma americana. Os intercambistas do Rotary moravam todos no mesmo prédio da universidade, o mais simples que eles tinham ( tão pagando tudo pra você, quer mais o quê?) então estávamos sempre junto! No final do ano eu e a Annie conseguimos mudar para o mesmo quarto e morar juntas!

Esse foi só começo de um ano maravilhoso na minha vida!!!! A continuação sobre esse intercâmbio vem nos próximos posts! Rolou muuuuita coisa legal nesse ano que fiquei na Georgia! Não vai perder, vai?

 

 

Meu primeiro intercâmbio!

Genteee hoje eu vim pra contar pra vocês como eu comecei a me aventurar nesse mundão sem medo de ser feliz! Vou contar tudinho sobre meu primeiro intercâmbio que foi um work experience! Pra quem não sabe o Work Experience é um programa que você vai para um outro país para trabalhar e aprender a língua. É um programa que só aceita estudantes universitários. Não, você não vai trabalhar em nada na sua área de estudo…Você vai trabalhar no Mc Donald’s, em hotel, em estação de ski…Mas a experiência é INCRÍVEL e INESQUECÍVEL!!

Quando eu estava no terceiro ano da faculdade minhas família começou a me incentivar a fazer um intercâmbio. “Laila você precisa fazer pra praticar o seu inglês senão vai esquecer!! “Eu tinha feito 5 anos de inglês em uma escola muito boa da minha cidade. Quando me “formei” no inglês em 2005 entrei na faculdade e praticamente “esqueci”meu inglês….Com a história da faculdade muita coisa estava acontecendo e eu já não me dedicava ao inglês mais, não assistia mais filmes, nem lia nada em inglês….PORÉM eu tinha 20 anos e a maioridade aqui nos EUA é 21 (para beber, ir pra bares e boates) e eu não queria ir antes de completar 21!!!! Então continuava a enrolar dizendo que “ainda não estava pronta para viajar sozinha”. Quando completei 21 anos magicamente me senti completamente pronta pra embarcar nessa aventura e comecei a correr atrás da papelada!

A primeira coisa que eu fiz foi procurar uma empresa boa, com boas recomendações pra me ajudar a planejar minha viagem, e que fosse especializada em intercâmbio para estudantes. Acabei depois de muitas recomendações indo pra ICI Intercâmbio que me ajudou pacas!!!!! Não, não tô ganhando nada pra falar deles aqui! Eles me ajudaram MESMO!!!

Primeira coisa ela me passou o valor do pacote, que incluía a busca por um emprego pra mim, o contato com as empresas Norte Americanas, agendaram minhas passagens e meu visto, fretaram uma van pra levar a galera pra SP tirar o visto, viram o meu seguro saúde…enfim…só faltou vir na minha casa arrumar a mala!!! PORRA ICI?!?!?

Na época no total do meu intercâmbio tudo isso ficou por +- R$5000,00. Que foram pagos ao longo daquele ano de 2010. Não foi tudo de uma vez! Como foi o processo?? Então vamos lá! Depois de fechado com a ICI a primeira coisa que eu fiz foi um teste de inglês (deles) pra verem seu nível. O teste era uma prova oral, uma escrita e uma que você ouvia umas perguntas e respondia por escrito….Era bem simples, e você não recebe uma nota…é mais pra eles te classificarem mesmo!

Aí a coisa começa a ficar interessante e te empolgar porque vem a parte em que você mais ou menos escolhe pra onde quer ir! Eu queria vir pro estado de Washington porque na época estava estudando em Urbanismo o planejamento da cidade de Seattle e meio que me encantei por ela!!! Mal sabia que anos depois iria morar bem pertinho dela!!! 🙂

A primeira coisa que a Flávia (que me atendeu mil anos atrás) perguntou foi “por quê você não vai pra Lake Tahoe na Califórnia (e Nevada também!!) que vai bastante gente daqui de Maringá pra lá! ”   Miga sua louca!!!!!!! Se for pra ver gente de Maringá fico por aqui!!!! E NO FIM FOI A MELHOR COISA QUE EU FIZ!!!! Me inscrevi pra uma estação de ski aqui de washington chamada Stevens Pass Ski Resort pra um emprego de “Busser” . Busser são os carinhas que limpas as mesas, recolhem os pratos na praça de alimentação, dão uma geralzinha no chão e repões as geladeiras de bebidas e doces! Foi isso que fiz!

A ICI então me agendou uma entrevista por Skype com a pessoal responsável pela contratação de internacionais da estação de Ski. Após a entrevista, algumas horas de agonia e pronto!!! Fui contratada!!!! MARA!!!!! Saltitante de alegria!!!Próximo passo era arranjar um lugar para morar, que isso você tem que se virar mesmo!!!!! O que ajudou MUITO foi que depois de contratada a estação de ski enviou pra gente o contato de todos os intercambistas que foram contratados por eles, e automaticamente a galera já começou a enviar emails e caçar todo mundo no Facebook! Lembrando que a estação de ski contrata do Brasil inteiro!!!!

No meio desse turbilhão de emails, quatro pessoas me chamaram a atenção e começamos a conversar…”Então vamos trabalhar no mesmo lugar e talz, também tô procurando um lugar pra morar, vamos ver se a gente num arranja um lugar junto e talz…” Fomos conversando e tal, e gostamos desse nosso grupinho de quatro pessoas….E depois adotamos mais dois que chegaram do tipo cão sem dono “então ainda num arranjei um lugar, sou gente boa, rola juntar com vocês? “. Éramos seis! Quatro meninas e dois meninos. Três de Goiânia que se conhecia, eu do Paraná, um de Santa Catarina e uma de Minas Gerais!

Junto com o email da galera contratada a estação também providenciou uma lista de casas/apês possíveis de alugar próximo a estação e onde o ônibus de shuttle da estação passava todo dia pra gente poder ir pro trabalho já que não tínhamos carro!!!! Contactei a dona da casa, assinei o contrato, fizemos o depósito pra ela em dólar. Cada um teve que depositar U$250,00 que é o que eles chamam de Scurity Deposit (Depósito de segurança) que você recebe de volta se devolver o imóvel em um estado bom…O que a gente não fez!!!! hahahah nunca mais vimos essa grana!!!! E ela tinha toda a razão  😦

Mais papelada pela frente e no fim do ano, quando as férias começaram na primeira semana de Dezembro, quando toda aquela tensão de “peguei ou não peguei um exame?!” passou…embarquei!!!! Em São Paulo encontrei com o Rafa, o cara que ia estar na mesma casa comigo de Santa Catarina, e a Flávia que tinha arranjado casa com outro grupo mas ia trabalhar na mesma estação.

Quando desembarcamos em Seattle, uma pessoa da estação de ski estava nos esperando no aeroporto com uma van!! Ele deixou cada um na sua respectiva casa e foi a primeira vez que conhecemos todo mundo da casa pessoalmente!!!! Os outros quatro já estavam lá a duas semanas quando eu e o Rafa chegamos, e nos receberam com comida e claro, cerveja gelada!!!!

casa

Essa foi a casa que alugamos! A gente atolava na neve todo dia pra entrar e sair de casa!!! Quando fechamos com a dona da casa, ela tinha poucos móveis e perguntou se a gente queria que ela deixasse lá….PELOAMORDEDEUS!!!!! A casa tinha: uma cama de casal, uma mesa de jantar com 4 cadeiras, um sofá de dois lugares, uma poltrona, uma cômoda, um outro sofá maior de três lugares com uma mesa central, e duas cadeiras de rodinhas SÓ!!

Mas Laila, você falou que estavam em 6 pessoas na casa, onde esse povo dormiu?!?!? Genteeeeee levamos colchão inflável!!!!! Todo mundo levou!!! Colchão, uma troca de lençol, uma toalha e uma cobertinha!!!! E o plano era óbvio levar o mais velho que tinha pra largar tudo pra trás quando voltasse pro Brasil né?!

No dia seguinte eu já tinha que ir pra estação de ski ver como ia ficar minha situação de trabalho e meus horários…

Primeiro dia de trabalho 11-12

Eu no meu primeiro dia de trabalho! MEGA encapotada, com duas calças e umas quatro blusas! A gente acordava bem cedo e ainda estava clareando o dia! Chegando na estação meu primeiro dia me dispensaram….Me deram meu horário de trabalho e falaram pra eu descansar que ia começar daqui dois dias! Tive tempo de perambular pela estação de ski enquanto meus amigos trabalhavam até que enjoei peguei o bus e voltei pra casa!

Eu comecei trabalhando como Busser. Duas das meninas que moravam comigo, a Joyce e a Lívia, trabalhavam na cozinha, o Rafa trabalhava no estacionamento, a Wanessa trabalhava na limpeza e o Léo trabalhava eu uma outra parte da estação de ski, um pouco mais afastada e não conseguíamos ver ele durante o dia por causa disso…Óbvio que eu queria trabalhar com as meninas na cozinha né?! Muuuuito mais divertido!!! Um dia eles precisaram de um reforço na cozinha, na linha de frente que é a parte que serve os clientes, e me chamaram pra cobrir o buraco! Eu aceitei na hora e gostaram do meu jeito…

Alguns dias depois eu aproveitei a situação de que eu estava limpando uma mesa quando um dos clientes lá bêbado começou a me falar asneira e tentou pegar na minha bunda…Vi nissaê minha oportunidade e me fingi de traumatizada! Falei no RH que eu tinha sido desrespeitada (o que foi verdade) e que eu estava traumatizada ( mentira!!! Mulher brasileira não traumatiza fácil com essas coisas não!). Que que o RH fez??? Me colocou na cozinha com minha amiga e colega de casa!!!!!!

Uniforme de cozinha

Eu e a Lívia dominando a Front Line, servindo massa, salada, sopa e ainda dançando um funk a base de muitoooo energético!!!!! ( Distribuído pela estação de ski em dias muito lotados pra você continuar trabalhando feliz!!!)

Cada um tinha seu horário e nem sempre conseguíamos trabalhar juntas, ás vezes eu tentava trabalhar na outra cozinha pra trabalhar junto com a Joyce onde a gente servia comida mexicana!!! Mas é claro que a gente sempre tentava trabalhar junto!!!!

DSC08672

Foi na Stevens Pass que eu vi neve pela primeira vez e que fiz snowboard (pela primeira vez também óbvio!!). Apaixonei nesse esporte!!!!

A galera da casa se dava muito bem!!! Ficamos muito amigos e somos amigos até hoje!!!! Todos estavam lá pra aprender e curtir as férias mais legais da nossa vida!!! Então obviamente rolavam muuuuuitassss festas na casa!! Tanta festa que quando fui mostrar as fotos do intercâmbio pro meu pai as pastas eram: Festa 1, Festa 2, Festa de despedida…e ele falou “Aproveitou hein?!”ahahahaha

Era raro também o dia que a gente conseguia TODO mundo da casa estar de folga ao mesmo tempo! Claro que a gente trocava horários e fazia de tudo pra isso rolar, mas nem sempre dava certo…mas nos poucos dias que dava a gente aproveitava!

DSC08634

Aqui foi um dos dias que TODO mundo estava de folga! ( A Lívia tá tirando a foto!!) Acho que a gente estava indo pegar o ônibus pra ir pra cidade fazer compra de mercado….

Também tem que lembrar que como fomos em dezembro passamos o Natal juntos! Tentamos fazer uma ceia, mas todo mundo tinha trabalhado que nem uns camelos na véspera de Natal, então mal comemos e fomos dormir mesmo!!!hahaha

Cortamos um pinheiro do quintal ( que fomos descobrir só depois que era ilegal cortar!) e decoramos com umas luzes que achamos na casa! Nossa ceia deu BOM! Rolou peru, salpicão, arroz a grega e tudo mais! Com direito a salpicão com batata Ruffles triturada no muque!!!! (Você acha que consegue achar batata palha aqui????)

DSCN0024

E aqui nos EUA é comum ter a famosa foto tradicional onde a família se reúne e tira uma foto, na maioria das vezes com fotógrafo, e mandam para o restante da família….Então é claro que fizemos a nossa e mandamos por email pra todas as famílias! Essa cabeça de veado aí na foto é porque a casa que alugamos tinha uns veados e uns pássaros empalhados e a gente deu nome pra eles! O Elton, esse veado aí era o nosso favorito!

cartao de natal

O Ano Novo não é uma data muito celebrada aqui, mas mesmo assim rolou o quê? Mais festa!!!

 

Todo mundo festando na casa de um amigo nosso e que hoje é muito mais que um amigo, meu marido!!! Quem diria que isso ia dar certo né?!

DSC08712

 

Também foi através dele que conseguimos ir pra Seattle! Sim ele levou todo mundo no carro dele pra um passeio de um fim de semana em Seattle e comemoramos o niver do Rafa também!

Foi em Seattle que subimos na Space Needle e como bons brasileiros abrimos minha bandeirona lá! Também patinei no gelo pela primeira vez….que por sinal sou muito ruim!!!hahahaha

Tivemos uma verdadeira experiência americana comendo hot dog e assistindo um jogo de hockey…E fomos num restaurante de frutos do mar bem conhecido onde eles te dão um babador, porque a comida faz uma lambança mesmo!!!

Quando o intercambio chegou ao fim, a Wanessa e a Livia partiram pra Florida e eu e a Joyce partimos pra New York! Foi aquela choradeira só já que ficamos MUITO mas MUITO MESMO amigos!!!!

Nossa Laila, mas sua viagem foi perfeita não teve nenhum perrengue?? A lista segue abaixo:

  • Logo que eu comecei a trabalhar no primeiro mês não nevou muito e eles dispensavam quem pra casa? Os internacionais! E aqui meu amigo, não trabalha não ganha. No final do mês mal deu pra pagar a minha parte do aluguel e tive que pedir um socorro pra família! Que que eu fiz? Cheguei no RH metendo a boca porque eles estavam descumprindo meu contrato ( da ICI) onde eles tinham que me dar “x”horas semanais de trabalho.
  • A gente tentava economizar o máximo pra poder passear e festar. Então quando íamos na estação de ski carregávamos os bolsos com sachês de ketchup, maionese e mostarda, dessa forma não precisávamos comprar! Quando abria a nossa geladeira tinha sachê de tudo quanto é coisa!
  • Meu colhão de ar furou três semanas antes de eu embarcar. Toda noite eu tinha que encher antes de ir dormir e acordava com ele vazio, dormindo praticamente no chão!
  • Pra chegar nos lugares era bem longe!!! Nossa sorte foi que fizemos muitos amigos e conseguíamos carona muito fácil!! Por exemplo pra ir no mercado, saíamos de mochila nas costas, andávamos até a parada do ônibus pra pegar e ir pra cidade mais próxima. Demorava mais ou menos 20 minutos pra chegar, fazíamos compras e colocávamos tudo na mochila pra carregar de volta! E ainda voltávamos carregando sacolas na mão!
  • Eu não cheguei a ficar doente, mas a Wanessa ficou bem doente, teve amigdalite forte!!!Ficamos todos muito preocupados! Mas só com os remédios ela melhorou sem precisar ficar internada o que era nossa preocupação pelos custos!
  • Nós não tínhamos internet em casa, só usávamos na estação de ski ou no restaurante perto do ponto de ônibus! (Que os donos já eram nossos amigos e carinhosamente deram a senha pra nós!)
  • Compartilhávamos um celular que a Wanessa ganhou de uma amiga. Funcionava praticamente como uma linha fixa! hahaha
  • Um dia eu estava voltando pra casa sozinha as quatro quadras que eu tinha que andar pra chegar em casa quando dois cachorros (grande) não me deixavam passar na rua. Latiam e avançavam. Voltei pra parada do ônibus onde tinha um posto de gasolina. Pedi ajuda e o dono do posto chamou a polícia, que demorou uma eternidade pra vir (claro estávamos no meio do nada!!!) e ele resolveu me dar uma carona de carro até em casa!! 😉  Depois o vizinho veio pedir desculpa e trouxe uma garrafa de vinho!!!! Tá perdoado amigo passa a garrafa pra cá!

Gente esses perrengues não eram NADA!!! Foi tudo superável e levei tudo muito na boa!!! O conhecimento que eu adquiri, as amizades que eu fiz e a experiência que eu vi, tudo isso superou e em MUITO esses pontos negativos aí! Meu intercâmbio foi perfeito e recomendo pra todo mundo! MANDEM SEUS FILHOS PRO INTERCÂMBIO! Foi uma experiência inesquecível!!!!

Joyce, Livia, Rafa e Wanessa obrigado por fazerem parte dessas memórias! Só a gente sabe MESMO como foi maravilhoso!!! Amo vocês!

No próximo post contarei como foi meu segundo intercâmbio seus sucessos e seus perrengues!

ATUALIZAÇÃO: Daí publiquei esse post e comentei no nosso grupo de WhatsApp um “fale agora ou cale-se para sempre”pedindo o que a galera tinha achado a conversa foi mais ou menos assim:

-Tô véia não consigo mais festar desse tanto (Wanessa)

-Tentei achar as fotos que a gente não estava dormindo, bêbado ou de ressaca….Foi foda (Eu)

-MIGA SUA LOCA NÃO SOU DO RIO!!!! (Joyce)

-AAAAAveeee eu sabia!!! Eu fiquei Rio ou Minas ou Rio ou Minas mudarei sorry 😦 (Eu)

-Tinha esquecido o lance da bunda, da apalpada que você levou! (Joyce)

-Laila eu não sou de Santa Catarina (Rafa)

-Eu sei que sua mãe te pariu lá no Nordeste não sei onde mas te conheci você morava em SC então fica assim mesmo!! (Eu)

-Falcatrua isso! (Rafa)

-Laila faltou nossas noites de espetinho!!! (Rafa) – Eu e o Rafa dividimos o colchão dele quando o meu furou e ele tinha um de casal. O comentário de espetinho é porque cada um dormia retinho em um cantinho do colchão parecendo dois espetinhos!!!!

-(Livia finalmente chega na conversa) Demorei pra ler o texto, enxugar as lágrimas e acompanhar a conversa….Primeiro: Eu sou mineira mas ninguém sabe disso então foda-se. Eu tive que flertar com o vizinho pra ele não ficar tão mal pelos cachorros possuídos dele. E faltou uma foto da nossa reunião!!!!

-A Lívia passa dois minutos do nascimento em Minas e jura que é mineira (Wanessa)

-Acho que tem que ter uma carinha do Snapchat ali naquela pessoa do fundo pra deixar só nós mesmo! (Joyce)

-Eu só Nordestino (Rafa do além depois do assunto já ter mudado)

-Põe foto da nossa despedida dos EUA! A festa maluca que teve um cachorro, pessoas fantasiadas e uma banda na nossa casa!!! (Joyce) -PS. Nós violamos todas as cláusulas do aluguel do contrato em um dia tudo ao mesmo tempo!

E daí foram mensagens e mensagens lembrando de fatos e histórias que aconteceram e marcaram essa viagem e a casa mais legal que eu já morei na minha vida!!!! E atendendo aos pedidos aqui vai:

DSCN0337

Foto da nossa despedida maluca! Isso aí chama Ski Shot! Era um ski com copinhos de shot colados nele! Como a gente tinha seis moradores na casa a gente colou seis copinhos nele! Na foto, Nay (amiga Argentina), Joyce, eu, Livia, Wanessa e Quinn (que foi promovido de namorado a marido da Wanessa! Outro gringo que adotamos!!)

 

DSCN0363

E pra provar que tinha sim gente fantasiada na nossa festa essa foto!!! O cachorro e a banda apareceram depois quando as pessoas já nem estavam mais lembrando de máquina fotográfica!!! Então ficou guardado só na memória mesmo!!! Nossa festa de despedida deu umas 20/25 pessoas numa casa só!

 

230408_147531155315980_100001772897322_271952_3835341_n

Foto da nossa primeira reunião no Rio, e o Brian o gringo que adotamos e que hoje é chamado de maridão…(Rafa, Wanessa, Eu, Brian, Joyce e Livia)

 

1920577_10152295232707115_1070089450243202399_n

Foto da nossa segunda reunião no Rio (Livia, eu, Rafa, Allan, Joyce e Brian)

 

E é isso gente!!!! Foi bonito foooooiii foi perfeito foooooi!

Muchas Gracias!